19 de nov de 2008

Marketing Esportivo na Argentina aposta em Maradona

A seleção argentina tem oito patrocinadores oficiais (Adidas, Coca-cola, Claro, Standard Bank, YPF, Volkswagen, Quilmes e Italcred), porém busca mais oito apoiadores. Para tal, especialistas argentinos acreditam que a imagem de Maradona, como técnico da seleção, será o impulso que faltava. Por enquanto, a seleção argentina conseguiu o apoio de quatro empresas (Fibertel, Dasani, Powerade e Noblex). "Conversávamos com algumas empresas, mas não havia nada certo. Desde que nomearam Maradona, essas marcas intensificaram as negociações e outras se interessaram em se aproximar da AFA. A nomeação de Maradona gerou um ambiente muito positivo no mercado, em um momento de crise financeira mundial" - afirmou Adrían Anaya, diretor da empresa Santa Mónica, agente comercial da AFA, ao portal La Nación. "A figura de Maradona dá maior visibilidade aos já rentáveis amistosos da seleção argentina. A nomeação de Maradona nos beneficia. As pessoas o clamam e consomem muito tudo o que for relacionado a ele. Funciona como um imã, o que toca é vendido"- afirmou Carolina Visco, representante do departamento de marketing da Italcred. Para o gerente de relações institucionais do Standard Bank, Marcelo Dupont, "a figura de Maradona é sempre muito atraente, e o fato de estar à frente da equipe nacional argentina de futebol potencializa sua imagem". Guillermo Tofoni, presidente da World Eleven, empresa que organiza jogos amistosos da Argentina, declarou que Diego Maradona à frente da seleção argentina, seu trabalho será como o de "produzir uma turnê para os Beatles". "Quando foi confirmado Diego (como técnico), as seleções com as quais eu vinha conversando quiseram marcar amistosos contra a Argentina"- ressaltou Tofoni, agente do contrato de US$ 18 milhões assinado em 2006 entre o grupo russo Renova e a Associação de Futebol Argentino (AFA), para organizar 24 partidas amistosas da Argentina.

Redação Sport Marketing