17 de nov de 2008

CBF fecha com Hugo Boss

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou contrato com a grife Hugo Boss. A marca irá fornecer trajes sociais para a seleção até a Copa do Mundo de 2014. O contrato prevê o aporte de US$ 200 mil anuais, mais US$ 250 mil em fornecimento de roupas. Com o acordo, a marca juntase a Vivo, Itaú, Ambev, Tam e Nike no grupo de parceiros oficiais da entidade. A Hugo Boss tem tradição no esporte, vestindo os pilotos Ayrton Senna e Emmerson Fittipaldi, que é atual representante da grife no Brasil. Este foi o terceiro contrato de patrocínio que a CBF fecha em menos de um mês (ler matérias arquivo Sport Marketing: CBF dá ultimato à Ambev; Sport Marketing: Itau fecha com CBF).

Redação Sport Marketing