15 de out de 2008

Crise faz FIA repensar F1

O site da revista "Autosport" revela que, diante da crise financeira mundial, os planos de abolição completa dos carros emprestados ou vendidos podem ser revogados. Segundo fontes da revista, uma das idéias da FIA é permitir que times independentes tenham acordos técnicos com adversários. A Force India espera para fechar parceria com a McLaren para a próxima temporada. Uma aceitação de novas regras para clientes pode convencer o dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz, a não vender parte na Toro Rosso. Apesar de muitos terem sido contrários a equipes como Toro Rosso e Super Aguri em 2007, Toyota e BMW, por exemplo, já estariam mais flexíveis por causa da situação financeira precária dos times menores. O "Autosport" diz que a Williams é a única que não cede, que não quer nenhuma equipe-cliente no grid da categoria. Os planos de parceria da McLaren com a Prodrive foram prejudicados pela ameaça de processo da Williams no ano passado, pois a nova equipe não seria uma construtora. Para o chefe de automobilismo da Mercedes, Norbert Haug, relacionamentos entre parceiros, como entre Red Bull e Toro Rosso, são bons para a F-1.

Redação Sport Marketing