17 de set de 2008

FIFA cede ingressos a trabalhadores

Mais de 20 mil operários que trabalham na construção e renovação dos dez estádios da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, receberão dois bilhetes grátis. A oferta foi feita pelo presidente da FIFA, Joseph Blatter, no último dia de uma visita à África do Sul, durante a qual o ele esteve vários estádios em construção e se reuniu com o Comité Organizador Local (COL) e vários dirigentes políticos. Referindo-se aos trabalhadores da construção civil, que recebem sempre o presidente da FIFA com danças e canções nas visitas periódicas aos estádios em construção, Blatter deixou claro que são eles que "pedra a pedra, garantem que os recintos estejam prontos a tempo, o que faz deles parte integral do Mundial de 2010". "Pretendemos garantir que eles venham a estar nos estádios que criaram nos primeiros jogos do Mundial" - disse Blatter. Cada operário terá direito a assistir os jogos disputadas nos estádos onde trabalharam, excluindo da oferta o jogo inaugural da Copa, que se disputará no Estádio Soccer City, a sul de Joanesburgo, o maior de todos, com capacidade para 90 mil espectadores. Os bilhetes para os operários farão parte dos 120 mil bilhetes que a FIFA e patrocinadores oficiais (Adidas, Coca-Cola, Emirates, Hyundai, Sony e Visa) destinaram aos sul-africanos desfavorecidos, que, apesar de terem participado nas diversas fases da organização do primeiro Mundial em solo africano, não têm meios financeiros para assistir aos jogos ao vivo. (ler matérias arquivo Sport Marketing: Blatter visita África do Sul; Sport Marketing: Blatter puxa orelhas do marketing da Copa).

Redação Sport Marketing