14 de set de 2008

Mercado: Aon Risk Services foi a seguradora do "Linha de Passe"

Mais um filme chegou às telas após ter a proteção do seguro Aon Risk. Estamos falando do filme
'Linha de Passe', do diretor Walter Salles, para o qual coube à corretora Aon Risk Services listar as garantias do seguro. Foi desenvolvido um contrato de seguro de produções cinematográficas da Chubb que ofereceu coberturas para elenco, despesas extras de produção ocasionadas por morte, lesão corporal ou enfermidade das pessoas-chaves da produção, bem como de membros imediatos da família. Das coberturas faziam parte despesas de refilmagem relacionadas a perdas e danos relativos ao material sensível nos quais imagens e som estejam gravados, perdas e danos relacionados a equipamentos alugados, cenários, figurinos e ainda danos causados às propriedades de terceiros que estejam sob os cuidados do segurado, bem como danos corporais e materiais causados a terceiros durante a produção. “Quando se tem um risco, é preciso se proteger. Hoje, o mercado de cinema no Brasil trabalha com recursos de investidores e, por isso, não pode arriscar perder o dinheiro e não gerar lucro com as produções. Por isso, a contratação do seguro é algo primordial” - afirmou Dulce Thompson, da Aon Risk Services, que acredita na profissionalização do mercado cinematográfico no País como responsável pelo crescimento na demanda por seguros de entretenimento. Mal chegou nas telas e o filme "Linha de Passe" já é premiado. A atriz Sandra Corveloni, no papel da matriarca, ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Redação Sport Marketing