16 de ago de 2008

Usain Bolt, o puma mais rápido do mundo

Ágil, arisco, com grande capacidade de impulso, fortes e vigorosas pernas, excelente visão e audição. O desempenho de Usain Bolt no 'Ninho de Pássaro' foi de um genuíno puma. Não foi à toa que a marca alemã de materiais esportivos, a Puma, patrocinadora de Usain Bolt e da Jamaica Olympic Association (JOA) - Associação Olímpica Jamaicana, presentou o atleta com um par dourado de sapatilhas. Bolt fez por merecer, retribuiu o presente à altura, mostrando as sapatilhas mais rápidas do mundo para todas as emissoras de televisão do mundo, ao tornar-se o homem mais rápido do planeta. Na disputa dos 100m dos Jogos Olímpicos de Beijing contra o compatriota Asafa Powell, Usain marcou 9s69, pulverizando a marca anterior que era de 9s72. A medalha de prata ficou com Richard Thompson, de Trinidad e Tobago, lá atrás com 9s89. Em terceiro cruzou o norte-americano Walter Dix, marcando 9s91. Asafa Powell repetiu o decepcionante quinto lugar de Atenas-2004 com 9s95. Não fez questão de mostrar as sapatilhas Nike Zoom Aerofly desenvolvidas especialmente para ele correr em Beijing. Bolt tem como especialidade os 200m, prova que ainda vai disputar. Esta é a segunda participação olímpica dele. Em Atenas-2004, Bolt correu apenas os 200m, porém não passou nem das eliminatórias. De lá para cá, conquistou o vice-campeonato mundial dos 200m e surpreendeu o mundo, em maio, ao bater o recorde da prova mais veloz do atletismo, marcando 9s72, em Nova York. Já Powell fracassa em mais uma tentativa de título olímpico. Quatro anos atrás, ele chegou como favorito, mas também não subiu no pódio. Usain Bolt, com as sapatilhas douradas, foi o responsável pelo grande momento da Puma nos Jogos Olímpicos de Beijing, empresa rival da também alemã Adidas, patrocinadora oficial local dos Jogos e da norte-americana Nike, patrocinadora do USOC - United States Olympic Committee - Comitê Olímpico dos Estados Unidos (ler matéria arquivo Sport Marketing - Nike estende patrocínio com USOC; Nike apresenta uniformes da China; Nike lança PreCool Vest só para atletas; Nike lança nova linha alinhada com Jogos Olímpicos), cuja delegação sempre teve tradição nas provas de atletismo. Com a meta de não ficar do lado de fora do atletismo e do maior espetáculo do esporte do planeta, a Puma montou como estratégia de marketing, patrocinar as delegações olímpicas da Jamaica, Suécia e Marrocos. A primeira ação da marca foi lançar máscaras que evocam as máscaras da tradicional ópera de Beijing e usar a imagem de Usain Bolt nos anúncios e convites que foram enviados para jornalistas. Outra ação da fábrica alemã de materiais esportivos foi o lançamento de coleção de cinco 'mascotes' colecionáveis chamados "Beijing-Jian" Yokas (foto) que representam as nações patrocinadas pela Puma nos Jogos de Beijing. Além do patrocínio da Puma, a delegação jamaicana, composta por 57 atletas, também conta com o suporte da gigante empresa de telecomunicações Digicel, National Commercial Bank (NCB) e Singer. A Puma recentemente abriu 880 lojas na China e, como todas as marcas envolvidas com os Jogos Olímpicos, pretende que o mega evento ajude a impulcionar as vendas e divulgar a marca no país. As vendas da Puma dobraram desde que a empresa alemã se instalou no mercado chinês dois anos atrás. Também faz parte da estratégia de marketing da Puma abrir frente de mercado na África e para tal, a empresa está investindo forte em patrocínio, visando a Copa do Mundo de 2010, que será realizada na África do Sul (ler matérias arquivos Sport Marketing - Puma segue marcando território na África; Puma aposta na África; Puma lança tênis temático; A guerra das marcas nos gramados; Relógios Puma vende mais no Brasil).

Deborah Ribeiro - Diretora Redação Sport Marketing - Beijing 2008