12 de ago de 2008

A supremacia Phelps - medalha 3

As braçadas firmes de Michael Phelps alcançaram a terceira medalha de ouro nos Jogos de Beijing e um novo recorde mundial na prova dos 200 metros livre (1:42.96). Agora faltam apenas cinco medalhas de ouro para que este americano de 23 anos. Phelps igualou os compatriotas Mark Spitz e Matt Biondi no número de medalhas olímpicas conquistadas na natação, 11 no total. Phelps e Spitz também estão empatados agora no total de medalhas de ouro olímpicas, com nove para cada um. A terceira medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Beijing eternizou o nome Michael Phelps na galeria do Olimpo. A nona medalha dourada dele em Jogos Olímpicos uniu Michael Phelps aos atletas de elite com mais medalhas de ouro olímpicas conquistadas na carreira. Fazem parte do restrito clube de deuses olímpicos mais quatro atletas. O velocista norte-americano Carl Lewis, 10 medalhas olímpicas, o nadador Mark Spitz, também dos Estados Unidos,11 medalhas, o finlandês Paavo Nurmi, 12 medalhas olímpicas, rei no fundo e meio-fundo nos anos 20, e a ginasta Larysa Latynina, 18 medalhas, que dominou a modalidade nas décadas de 50 e 60, são os outros atletas com nove medalhas de ouro olímpicas. Em Atenas, Phelps foi o príncipe Namour ao conquistar seis medalhas de ouro. Em Beijing, o atleta patrocinado pela Speedo, quer ser o rei das águas, a personificação de Netuno, vencer oito finais e superar o feito de Mark Spitz, que ganhou o ouro por sete vezes em 1972. (ler matérias arquivos Sport Marketing - A supremacia Phelps - medalha 2, A supremacia Phelps - medalha 1).

Redação Sport Marketing - Beijing 2008