14 de ago de 2008

Speedo, medalha de ouro de marketing em Beijing

Se Michael Phelps é a imagem dos Jogos Olímpicos de Beijing, como ressaltou à imprensa, o presidente do IOC - International Olympic Committe - Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, incontestavelmente,a Speedo é a marca desta edição dos Jogos.Desde que lançou, em fevereiro, o badaladíssimo maiô Speedo LZR Racer, com tecnologia desenvolvida pela Nasa (ler matérias arquivo Sport Marketing -Speedo lança novos modelos olímpicos; FINA aprova código antidoping e maiô Speedo; França mela maiô LZR Racer Speedo; FINA cede à pressão das marcas; FINA libera novos modelos de maiôs), a marca de materiais esportivos não saiu mais da mídia e da boca dos apaixonados do esporte, atletas, consumidores, marketeiros. As outras marcas até que tentaram, mas não tiveram sucesso no desenvolvimento de um maiô que combatesse o da Speedo (ler matéria arquivo Sport Marketing - Maiôs de gel Mizuno; Adidas se empenha em maiô olímpico mais eficaz que LZR Racer Speedo). A Speedo conseguiu graças à qualidade, uma visibilidade gigantesca, justamente em uma modalidade, onde os equipamentos esportivos são poucos e minúsculos, com exceção dos maiôs e dos roupões: touca, óculos, sunga, os quais, na maior parte do tempo, ficam dentro da água, cobertos, ou seja, não ficam 100% aparentes aos olhos do público, dos 'consumidores'. Por isso, a estratégia da marca sempre foi apostar no endosso e no patrocínio individual de atletas de todo o mundo, entre eles, simplesmente, o melhor nadador do século, Michael Pheps. Os feitos heróicos do garoto de 23 anos, que desde os 16 anos endossa a marca, eternizou a Speedo na história olímpica e do marketing esportivo mundial. Nenhuma marca se beneficou tanto nestes seis dias iniciais de Jogos Olímpicos do que a Speedo, muito disso, graças a Phelps (ler matéria arquivo Sport Marketing - Quanto vale Michael Phelps - o rei das piscinas?). As provas de natação, principalmente, as provas em que Michael Phelps estava na piscina, indicaram índices históricos de audiência na NBC (ler matéria arquivo Sport Marketing - Fenômeno Michael Phelps eleva índices de audiência). Vinte e quatro, das vinte e cinco medalhas de ouro de natação entregues até o final das competições desta quarta-feira foram entregues para nadadores Speedo. Arena, Fila, Nike, Adidas estavam no Cubo D'água, mas alguém viu ou lembra? A rival Nike proveu um impulso adicional para a Speedo, ao permitir que os atletas endossados por ela, usassem o maiô LZR (ler matéria arquivo Sport Marketing - Nike cede espaço olímpico para maiôs Speedo). Mas, mesmo assim, o lugar mais alto do pódio do Cubo D' água já tinha. O único ponto falho da campanha olímpica da Speedo, até aqui, foi a declaração de Michael Phelps com relação à pouca vedação dos óculos de proteção que ele usava quando conquistou a quinta medalha de ouro em Beijing. Assim que terminou a prova, Phelps foi focalizado tirando água dos óculos e, em sequência, durante entrevista coletiva, disse ao mundo que a água nos óculos o impediram de ver enquanto nadava e que quase perdeu a medalha por isso. Declaração inocente de um garoto de 23 anos, que aos poucos também está se acostumando com o mundo dos negócios. Um porta-voz da Speedo tratou logo de defender a marca dizendo que Phelps usa um par diferente de óculos de proteção para cada prova e que era possível que ele não houvesse apertado corretamente. A veterana Dara Torres corroborou a qualidade da marca (ler matéria arquivo Sport Marketing - Veterana dos Jogos faz história em Beijing), ao declarar à imprensa, quando ganhou a medalha de prata nos 4x100 metros livres, que usa o mesmo par de óculos de proteção Speedo de 15 anos atrás. Deslize à parte, a Speedo agora aguarda Michael Phelps realizar mais um feito - superar a marca de Mark Spitz em maior número de medalhas de ouro conquistadas em uma única edição olímpica (ler matéria arquivo Sport Marketing - Michael Phelps no rastro de Spitz). A marca, que também patrocinou Spitz, ofereceu a Phelps um bônus extras de US$ 1 milhão pelo feito. Enquanto aguarda por momentos ainda mais dourados do rei das piscinas olímpicas, a Speedo já tem planos para quando os Jogos Olímpicos de Beijing acabarem. Assim que os atletas medalhistas Speedo chegarem aos Estados Unidos, terão pela frente uma excursão publicitária pelo país, para coincidir com o lançamento no mercado de trajes de banho baseados na mesma tecnologia que o LZR - a sensação do Cubo D'água.

Deborah Ribeiro - Diretora Sport Marketing - Beijing 2008