13 de ago de 2008

Record cria cotas de plano tripé olímpico

A Record, detentora com exclusividade dos direitos de transmissão para o Brasil dos Jogos Olímpicos de Inverno - Vancouver (2010) e dos próximos Jogos Olímpicos de Verão - Londres 2012 e do Pan-americano de Guadalajara de 2011 (ler matéria arquivo Sport Marketing - Rede Record o canal campeão do futuro), pretende cobrar cerca de R$ 84 milhões de reais pela cota de patrocínio para os três grandes eventos esportivos internacionais. De acordo com a Folha de São Paulo, a emissora anunciou a venda dessas cotas como uma novidade no mercado publicitário televisivo. O departamento comercial da emissora do bispo Edir Macedo criou o que chama de "tripé olímpico", que vai custar US$ 52 milhões (cerca de R$ 84 milhões). Os clientes que pagarem a bolada vão ter as marcas exibidas por quatro anos. Por ento, estão abertas para venda, apenas as cotas dos Jogos de Inverno em Vancouver de 2010 (US$ 5,2 milhões a cota, ou cerca de R$ 8,4 milhões) e do Pan-americano de 2011 (US$ 15 milhões a cota, ou cerca de R$ 24,2 milhões). A cota de publicidade dos Jogos de Londres vai custar US$ 32,3 milhões (cerca de R$ 52 milhões) e será aberta para venda em 1º de janeiro de 2009 para patrocinadores internacionais. Estes terão prazo até 31 de março de 2009 para fazerem suas escolhas. Após essa data, os clientes que patrocinam o Pan, terão o direito de preferência no Brasil, para a compra das cotas de Londres. Só depois disso é que a Record liberará o que sobrar e se sobrar, para o mercado publicitário nacional. Do que viverão as demais emissoras sem os maiores eventos esportivos do planeta é a pergunta que não quer calar.

Redação Sport Marketing