28 de ago de 2008

Li Ning divulga lucros

A fabricante de materiais esportivos e varejista chinesa Li Ning pretende dobrar as vendas na China até 2013. A marca que foi motivo de várias polêmicas durante os Jogos Olímpicos de Beijing (ler matérias arquivo Sport Marketing- Especial: Li Ning, a marca que venceu Nike e Adidas;Li Ning - príncipe dos ginastas e rei do marketing olímpico chinês; Li Ning pega carona em escândalo espanhol) somou 717 lojas das 800 previstas, o que refletiu em um impulso nas vendas de 60% para os 3.06 bilhões de yuans adquiridos no primeiro semestre do ano que terminou em junho. "A perspectiva de crescimento é muito forte'' - disse Tan Wee Seng, diretor financeiro da empresa durante uma coletiva de imprensa em Hong Kong. A companhia irá gastar mais de 200 milhões de yuans (US$29 milhões) este ano e 150 milhões de yuans em 2009 com a abertura das novas lojas" - finalizou Tan. No ano passado, a Li Ning anunciou crescimento de vendas quatro vezes maior que a Nike, a maior fabricante de roupas esportivas do mundo, e 18 vezes maior que a Adidas. Até 2013, a Li Ning que hoje soma um total de 6.393 lojas, planeja ter 10 mil lojas. A varejista baseada em Beijing divulgou que as vendas aumentaram 43% durante os Jogos Olímpicos. O atleta Li Ning que acendeu a Pira Olímpica no Estádio 'Ninho de Pássaro' na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Beijing, que teve audiência de aproximadamente 2.3 bilhões espectadores na tv, planeja aumentar as vendas para o exterior em 20% até 2018. A trajetória de Li Ning como empresário bem sucedido da marca que batiza começou há mais de 20 anos. Como atleta, ele brilhou nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, 1984, quando ganhou seis medalhas de ouro na ginástica, das 15 conquistadas pela China. Nos Jogos de 1988, Li Ning caiu e virou ruir por terra e no mesmo ano ele se aposentou do esporte e resolveu aceitar um novo desafio. Foi convidado a trabalhar em uma empresa do Grupo Jianlibao Ltd., na província de Guangdong. Os executivos da companhia que tiveram o primeiro encontro com Li em 1984 o convidaram para trabalhar como assistente do presidente do Grupo. Um ano mais tarde, Li se tornou gerente da subsidiária de artigos esportivos do Grupo Jianlibao onde ele começou a desenvolver a própria marca. Nos Jogos Asiáticos de 1990 Li teve a primeira grande oportunidade de tornar a marca dele extensamente conhecida. Foi convidado para participar do Revezamento da Tocha e lá estava ele vestido com a marca de roupas esportiva Li Ning. Ele também contribuiu com 2.5 milhões de yuan (US$365,000) como patrocinador dos jogos. Em retorno, cerca de 2.5 bilhões de espectadores familiarizaram-se com a marca "Li Ning" graçs ao trabalho da mídia durante os jogos asiáticos. Quando a delegação olímpica chinesa apareceu na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Barcelona 1992 vestindo a marca do ginasta, Li Ning viveu mais um momento de glória. "Naquele momento, eu senti a maior honra de toda a minha vida, honra que ultrapassou a soma dos ouros que eu tenho" - disse Li Ning durante uma entrevista publicada pelo site Sohu.com. Para desenvolver o negócio e concorrer no mercado interno com marcas fortes como Nike e Adidas, Li contratou consultor profissional para ajudar a desenhar uma estratégia de marketing e gestão. A primeira ação foi remover a Li Ning da província de Guangdong para a capital Beijing e separar a companhia do Grupo Jianlibao. O foco principal da empresa passou a ser estudantes de colégios e univerdades, que costumam ter um limite de verba maior e são mais sensíveis ao fator preço - a faixa de preço da Li-Ning é entre 30% a 40% menor que a de Adidas e Nike. Em 2004, a companhia Li Ning Ltda abriu ações na bolsa de valores de Hong Kong. O ano seguinte Li entrou para o mercado internacional. Além de patrocinar seleções olímpicas chinesas como a de tênis de mesa, saltos ornametais. Li Ning entrou em território americano, em 2005, quando a empresa tornou-se patrocinadora oficial de alguns jogadores da Liga Norte Americana de Basquete (NBA). No ínicio de 2008, Li Ning fechou com a federação de tênis de mesa dos Estados Unidos, tornando-se a primeira marca chinesa a patrocinar o esporte, acordo que vigorará pelos próximos cinco anos. Como se não bastasse, a Li Ning também fechou acordos com Comitê Olímpico sueco e espanhol. A marca não parou mais de crescer, tendo como auge os Jogos Olímpicos de Beijing e a aparição do empresário Li Ning, voando no 'Ninho de Pássaro' para atingir a pira olímpica e inflamar ainda mais o consumo chinês e internacional pelos produtos da marca que carrega o nome do ginasta.

Redação Sport Marketing