11 de ago de 2008

Judoca da Gol fatura segunda medalha brasileira em Beijing

Um ippon aos 23 segundos de luta garantiu a segunda medalha de bronze do Brasil nos Jogos Olímpicos de Beijing. Leandro Guilheiro, que sofreu três cirurgias antes de ir a Beijing, garantiu a medalha na categoria até 73 quilos de forma fenomenal. Patrocinado pela GOL, o atleta do Esporte Clube Pinheiros, subiu no pódio olímpico pela segunda vez na carreira, a primeira foi em Atenas 2004, quando ele conquistou a primeira medalha de bronze. Guilheiro honrou a tradição dos leves brasileiros. Desde Atlanta-1996, a categoria lutava por medalha. Em 1996, Sebastian Pereira foi derrotado. Em Sydney-2000, Tiago Camilo foi vice-campeão. E em Atenas-2004, o próprio Guilheiro já tinha ido ao pódio. É o primeiro judoca a conquistar duas medalhas em Olimpíadas seguidas. O único com dois pódios olímpicos é Aurélio Miguel, campeão em Seul-1988 e bronze em Atlanta-1996. Além de Leandro Guillheiro, a Gol, uma das empresas que mais cresce no mercado nacional e internacional, por meio do projeto “Gol Esporte” contempla oito atletas entre eles Tiago Camilo e Mayra Aguiar, do judô; Flávia Delaroli e o paraolímpico Clodoaldo Silva da natação; Ricardo Winicki (Bimba), do Windsurf; Adria dos Santos, do atletismo paraolímpico e João Fernando Nascimento, do tênis de mesa paraolímpico). A empresa não considera o projeto como investimento de marketing, sendo que o dinheiro do “Gol Esportes”, segundo o vice-presidente de marketing de serviços da Gol, Tarcísio Gargioni, “vem da área de Responsabilidade Social. A Gol apóia quatro áreas de responsabilidade social com projetos culturais, sociais, ambientais e esportivos. Para participar do Gol Esportes fomos buscar atletas jovens, determinados, arrojados e com potencial, assim como o DNA da nossa marca". Gargioni ressalta que os atletas também foram escolhidos por fazerem parte de projetos sociais e serem considerados líderes em suas comunidades.

Redação Sport Marketing - Beijing 2008