5 de ago de 2008

Equipes de olho em Bruno Senna e no patrocínio Petrobras

A trajetória do piloto brasileiro Bruno Senna está cada vez mais próxima da F1. Especula-se nos bastidores da F1 que metade das equipes da categoria estão interessadas pelo novato. BMW e Toyota estudam contratá-lo como piloto de testes. A Toro Rosso oferece uma vaga de titular, enquanto Honda, além do talento de Bruno no volante, estaria de olho também na possibilidade da presença do sobrinho de Senna atrair o patrocínio da Petrobras, confirmando boatos recentes de que a petrolífera estaria deixando a Williams. "Parece que muitos vêm fazendo um bom trabalho na GP2 e Senna é claramente um deles" - disse o chefe da equipe Honda, Nick Fry. A equipe inglesa também manifesta interesse em Bruno, o que, por outro lado, pode significar a continuidade da parceria de dez anos com a petrolífera. Bruno tem como objetivo estrear na F1 já como titular. "Acredito que seria mais valioso para mim começar ganhando experiência nas corridas. Preciso aprender andar no tráfego, a fazer uma boa classificação. São detalhes que não dá para simular em testes"- contou o piloto à revista GPWeek.

Redação Sport Marketing