29 de ago de 2008

Debbie Phelps segue as braçadas do filho

Os Jogos Olímpicos de Beijing foram promissores para o nadador Michael Phelps, mas não é apenas ele quem está atraindo o olho de patrocinadores. A fama do jovem de 23 anos, detentor de oito medalhas de ouro olímpicas, está se expandindo para Deborah Phelps, a mãe do fenômeno, que, assim como o filhão, teve uma excelente exposição no horário nobre da mídia internacional durante as transmissões para o mundo inteiro das provas de natação do Cubo D'água, enquanto Michael quebrava recordes de forma surpreendente (ler matérias arquivo Sport Marketing - Fenômeno Michael Phelps eleva índices de audiência; Quanto vale Michael Phelps - o rei das piscinas?; Michael Phelps e oito medalhas de ouro, capa da Sports Illustrated; Michael Phelps chega antes em Londres para festa olímpica; Michael Phelps lança novo livro). Como não poderia deixar de ser, os louros das conquistas de Phelps que irá lançar um livro e já recebeu pela obra um adiantamento de US$ 1,6 milhão (cerca de R$ 2,6 milhões), também se voltaram para a mãe Debbie que está sendo assediada por várias empresas para endossar produtos. A primeira companhia a fazer uma proposta para Debbie Phelps, que ainda jovem foi mãe solteira e teve que aprender a lidar com a SDA (Síndrome de Déficit de Atenção), hiperatividade do atleta que virou um mito das piscinas mundial, foi a grife Chico. Antes mesmo dos Jogos, a marca varejista enviou para Debbie um vale compras no valor de US$100 e um cartão desejando ao filho boa sorte em Beijing. Para surpresa da empresa, a mãe de Phelps comprou o guarda-roupa de Beijing inteiro com a quantia e usou os vestidos durante os Jogos Olímpicos de Beijing, enquanto o filho Michael agitava as águas do Cubo d'água, batendo recordes e ganhando medalhas. "Nós, como todo mundo na América e no mundo, ficamos colados na televisão durante os Jogos Olímpicos " - disse Jessica Wells, diretora de relações públicas para a companhia. "Na primeira prova do Michael, todos nós ... reconhecemos imediatamente que a mãe dele vestia uma roupa da griffe e isso se repetiu por toda a semana de provas da natação. Não demorou muito e mulheres começaram a ligar pedindo roupas iguais a da Sra Phelps. Isso nos inspirou a criar uma coleção com a marca Debbie Phelps com todos os artigos que ela vestiu em Beijing. A coleção está em nosso site" - adicionou. A segunda empresa a ver em Debbie um grande potencial de marketing foi a Johnson's Baby, um braço da Johnson&Johnson, empresa patrocinadora local dos Jogos Olímpicos de Beijing e patrocinadora mundial oficial do programa de marketing TOP do IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI). "Debbie é a imagem da maternidade" - disse Fred Tewell, diretor da divisão Johnson's Baby."Ela é mãe solteira e pedagoga. Ela não apenas tem um trabalho importante com a comunidade, mas também ajudou o filho a alcançar metas. Ela deu ao mundo o maior atleta olímpico de todos os tempos" - finalizou o marketeiro. Vendo que o potencial da Sra. Phelps pode servir de inspiração para mães de todo o mundo, divisão Johnson's Baby se movimentou a braçadas longas para capitalizar em cima da nova estrela do marketing e fechar um contrato de exclusividade. Deborah Phelps foi logo procurada, ainda em Beijing, por um representante da marca. No dia 15 de agosto, o negócio já havia sido fechado e no dia 24, a NBC já exibia um spot comercial com a mãe de Phelps. A marca nomeou Deborah Phelps como a "Mãe dos Jogos Olímpicos" e desenvolveu uma campanha em cima desse mote, utilizando também a imagem da atriz Mariska Hargitay e da ex-atleta Janet Evans. De acordo com a Octagon, a marca Debbie Phelps também promete se tornar moeda forte no mercado americano.

Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Beijing 2008