4 de ago de 2008

COB e Google garantem imagem da Vila de Beijing

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) fechou parceria com o Google para um canal exclusivo da delegação olímpica brasileira no YouTube e, durante os jogos, os fãs poderão também adicionar o tema da torcida brasileira à página do iGoogle. É a primeira vez que o esporte olímpico nacional vai além dos pódios e conquista espaço próprio no site de buscas e de vídeos mais acessados do mundo. O canal do COB no YouTube que poderá ser acessado no endereço www.youtube.com.br/timebrasil - é uma extensão do site Time Brasil, endereço virtual da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Beijing. A parceria com o Google permitirá que os esportistas recebam perguntas dos torcedores aqui do Brasil e as respondam em uma cabine do YouTube na Vila Olímpica de Beijing. Os vídeos com as perguntas e as respostas serão postados no canal e todos poderão saber curiosidades dos ídolos. O canal já tem vídeos postados pelo COB, incluindo um em que diversos atletas convidam os torcedores a acompanhar os jogos e enviar perguntas pelo site. “Estamos com esperanças de muitas medalhas do Brasil nas Olimpíadas e esta parceria é uma forma de darmos força aos nossos atletas que estarão longe de casa e da torcida”- disse Felix Ximenes, diretor de comunicação do Google no Brasil. “O YouTube tem a plataforma ideal para torcedores e atletas trocarem mensagens.” "O COB está atento às novas tendências da tecnologia. Nos Jogos Olímpicos de Beijing daremos oportunidade ao público de estabelecer contato direto com seus ídolos. A parceria entre o COB o Google levará o torcedor brasileiro para dentro da Vila Olímpica, incentivando os atletas e transmitindo a vibração da nossa torcida”- disse Leonardo Gryner, diretor de marketing do COB. O iGoogle, a página inicial do Google que pode ser personalizada, poderá ter a marca da torcida brasileira durante os Jogos. “O iGoogle é muito prático, pois permite ter em uma só página as informações que o usuário gosta de acessar quando inicia o dia, como notícias sobreos Jogos e informações sobre os últimos vídeos postados no YouTube”- afirmou Ximenes.

Redação Sport Marketing