26 de jul de 2008

Roche e COB contra gripe

A farmacêutica Roche irá doar ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) 600 caixas de fosfato de oseltamivir, conhecido comercialmente como Tamiflu. Cada competidor terá uma caixa de medicamento à disposição, o suficiente para se proteger em caso de infecção pelo vírus causador da gripe, o Influenza. O remédio age como inibidor de neuraminidase, uma proteína que se localiza na superfície do Influenza. O medicamento também é indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para tratamento eficaz e profilaxia contra a gripe aviária, doença que já atingiu mais de 100 países, inclusive a China, que sediará os Jogos. Dados da OMS apontam que, todo ano, 10 a 20% da população mundial é infectada pela gripe (cerca de 1 bilhão de casos), o que gera entre 600 mil e 1 milhão de mortes. “Durante a competição, é extremamente importante os atletas contarem com este tipo de proteção, já que a gripe, sem tratamento adequado, pode levar entre uma semana e quinze dias para ser curada” - disse João Grangeiro, chefe do Departamento Médico do COB. De acordo com Cintia La Scala , gerente médica da Roche, com o Tamiflu sendo administrado logo aos primeiros sintomas, a recuperação acontece em poucas horas, eliminando totalmente o cansaço, fadiga muscular e outros inconvenientes da doença. “O mais importante é que o medicamento não é considerado doping e poderá ajudar a equipe olímpica a não sofrer desfalques durante os jogos” - informou a médica.

Redação Sport Marketing