1 de jul de 2008

Mercado: Apple cobra por liberdade do iPhone

A Apple vai cobrar US$ 400 a mais dos consumidores nos Estados Unidos que quiserem comprar um iPhone 3G, sem ficar preso a um contrato com a AT&T. Na primeira versão do aparelho, os consumidores tinham de firmar um contrato de dois anos com a operadora para usar o celular, postura que irrita muitos usuários. A empresa de Steve Jobs informou que o novo iPhone começará a ser vendido em 11 de julho por US$ 199 para o modelo com 8 Gbytes e por US$ 299 no de 16 Gbytes. Esses preços se aplicam aos clientes que fecharem o acordo com a AT&T quem não fizer essa opção terá de pagar US$ 599 ou US$ 699, desde que assinem algum tipo de serviço da AT&T. A operadora informou que a empresa ainda não tem definido quando a opção de compra desvinculada de contrato estará disponível. No Brasil, as operadoras Claro e Vivo já anunciaram que vão vender o iPhone, mas não divulgaram a data ou os valores envolvidos. A diferença de preço do aparelho, provocada principalmente pelos impostos de importação, será bancada pelas operadoras da Telefónica em 15 países, 11 deles na América Latina, incluindo o Brasil.

Redação Sport Marketing