7 de jul de 2008

Banco Central da China lança nota olímpica

A um mês dos Jogos Olímpicos de Beijing, o Banco Central da China anunciou, em comunicado divulgado na página na internet, que vai emitir seis milhões de notas olímpicas de 10 yuans (cerca de R$ 2,30) com a imagem do Estádio Olímpico de Beijing. O emblema dos Jogos aparece acima da imagem do estádio e na parte de trás da nota olímpica, em substituição da famosa barragem de Três Gargantas, está a imagem da estátua grega do lançador de disco - Discobolus, um conjunto de atletas e os algarismos "2008". Na nota especialmente emitida para comemorar os Jogos Olímpicos, o "Ninho de Pássaros" vai substituir a imagem do líder comunista Mao Tsé-Tung, fundador da China comunista em 1949, cujo rosto está em todas as notas chinesas modernas. A última vez que a imagem de Mao foi retirada de uma nota chinesa foi em 2000, por ocasião das celebrações do milênio, quando o Banco Central da China substituiu o retrato do líder por um dragão nas notas de 100 yuans. De acordo com o Banco Central chinês, marcas d'água e outras tecnologias serão usadas para impedir a falsificação das notas olímpicas. A nova nota, em azul e verde, é ligeiramente maior do que a comum, impressa em preto e cinza e que vai continuar circulando.

Redação Sport Marketing