21 de jun de 2008

Tocha passa por Tibet sem incidentes

A passagem da Tocha Olímpica pela capital do Tibet foi concluída em meio a grandes medidas de segurança, aparentemente, sem incidentes registrados. A Chama Olímpica partiu da Norbulingka, a antiga residência de verão do Dalai Lama, diante de alguns espectadores, previamente selecionados e duas horas e 45 minutos depois, chegou ao Palácio Topala, outra residência do líder tibetano, final do percurso em Lhasa. A polícia vigiou o percurso e os prédios adjacentes, e um cerrado cordão policial só permitiu o acesso de pessoas credenciadas. Vários moradores de Lhasa receberam a ordem de não sair de casa ou hotéis e as lojas ao longo do trajeto permaneceram fechadas. O primeiro condutor da Tocha foi o alpinista Gonpo, 75 anos, que passou a Tocha para Li Suzhi, chefe do hospital militar de Lhasa. O último a carregar a Tocha foi Caidan Zhuoma, um famoso cantor tibetano.Três meses depois dos distúrbios ocorridos no Tibet e em outras regiões chinesas contra o domínio das autoridades de Beijing, a capital Lhasa, continua fechada aos turistas estrangeiros e submetida a um forte esquema de segurança.

Redação Sport Marketing