15 de jun de 2008

Sagres e Super Bock brigam por Portugal na EURO 2008

Enquanto as seleções da Euro 2008 lutam pelo título, fora dos gramados, as marcas de cerveja 'Sagres' e 'Super Bock' brigam pelo marketing. A Sagres, patrocinadora oficial da seleção portuguesa está acusando a Super Bock de marketing de emboscada, por ter produzido dois anúncios comerciais de felicitação à seleção de Scolari pela vitória frente à República Checa por 3-1. A patrocinadora oficial da equipe vencedora anunciou que vai apresentar queixa no ICAP (Instituto Civil da Autodisciplina da Publicidade). Nuno Pinto de Magalhães, assessor administrativo da Central de cervejas, que comercializa a Sagres, reafirmou a intenção da empresa de "ir até às últimas consequências", caso a Unicer não suspenda a campanha. "A Sagres fez um investimento no futebol de 14 milhões de euros, dos quais 8 milhões na ativação do apoio à seleção portuguesa. Para nós, a atitude da Super Bock ter dado os parabéns à seleção enquadra-se em um caso de maketing de emboscada, o que em termos éticos é uma atitude condenável. Já enviamos carta à Olivedesportos (empresa de marketing esportivo que gere os direitos) e à Federação Portuguesa de Futebol e demos também conhecimento do fato aos outros quatro patrocinadores da EURO 2008 (BES, Galp, Modelo e TMN ). Trata-se de salvaguardar um espaço que é nosso" - disse Nuno Pinto Magalhães, ao periódico DN, destacando o estatuto de patrocinador oficial da seleção de Portugal desde 1993. Vale ressaltar que a Unicer é representante, em Portugal, da Carlsberg, patrocinadora oficial do Euro 2008, com investimento de 2 milhões de euros em publicidade, que assenta no conceito Part of the Game. "A Carlsberg é provavelmente a marca com maior tradição no mundo do futebol internacional, patrocinando a Taça UEFA, a Super Taça Européia, os Campeonatos Europeus de Futebol e apoiando o Liverpool e a seleção inglesa", disse.

Redação Sport Marketing