4 de jun de 2008

Rio 2016 na reta final

A disputa final para sediar os Jogos Olímpicos de 2016 será dura. O Brasil foi indicado pelo IOC - Internactional Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) e vai concorrer com Madri (Espanha), Tóquio (Japão) e Chicago (Estados Unidos). Única candidata que já foi sede do evento, em 1964, Tóquio promete uma transformação na cidade até a realização dos Jogos Olímpicos. O projeto intitulado 'A Grande Mudança de Tóquio - Um plano de 10 anos' entrou em vigor em 2006 e tem como premissa adaptar a capital japonesa às necessidades de uma cidade moderna. A idéia é que em 2016 Tóquio seja um modelo de cidade sustentável. As principais mudanças seriam em um melhor aproveitamento da água, no aprimoramento do transporte público e na diminuição do impacto no meio-ambiente. Esta é a primeira vez que o Rio de Janeiro avançou à fase final da escolha de sedes olímpicas. Em 2004 e 2012 a cidade não passou adiante, devido a problemas como transporte deficiente e falta de estrutura hoteleira adequada. A decisão final da cidade sede dos Jogos de 2016 será divulgada em 2 de outubro de 2009, em Copenhagen, na Dinamarca. A fase final no processo de escolha será feita por meio dos votos de membros do Comitê. Caíram fora do páreo as cidades de Doha, Baku e Praga. A entidade brasileira pagou R$ 3,5 milhões à EKS (Events Knowledge Services), uma empresa de consultoria internacional que comandou a campanha vitoriosa de Londres para organizar os Jogos de 2012. A verba faz parte do primeiro repasse do governo federal para a candidatura do Rio de Janeiro a sede dos Jogos de 2016.

Redação Sport Marketing