28 de jun de 2008

Príncipe Charles engole patrocinador olímpico

Em 2007, o Príncipe Charles, grande defensor dos alimentos orgânicos, deu declarações contrárias à presença da rede de fast food McDonald´s na Inglaterra, durante o lançamento de uma campanha pública de conscientização pela saúde. Em visita do Centro de Diabetes de Londres da Imperial College, ele perguntou à nutricionista Nadine Tayara: Você já conseguiu algo com o McDonald's? Já tentou proibi-lo? Essa é a saída. Segundo seus assessores, Charles sabia que seus comentários seriam criticados pela mídia, mas ainda assim eles reafirmaram a posição dele a favor de uma dieta balanceada e saudável, principalmente para as crianças. Patrocinador nível TOP do Movimento Olímpico, a presença do McDonald´s nos Jogos de Londres em 2012 está mais do que certa, o que significa que gostando ou não, Charles terá que engolir. Pois bem, enquanto Londres se prepara para sediar os Jogos, a mais nova dona de uma franquia do McDonald´s em Londres é a rainha Elizabeth II. Segundo o jornal inglês "The Sun", a rainha se tornou dona de uma loja da rede de fastfood americana, nas proximidades do castelo de Windsor. Segundo o periódico inglês, o órgão que controla os bens da Coroa investiu 92 milhões de libras (cerca de 116 milhões de euros) num complexo comercial na localidade de Slough, ao qual pertence o McDonald's. Dos aposentos reais, a rainha pode até ver a lanchonete, do outro lado do Rio Tâmisa, informou o jornal, usando no título da informação um jogo de palavras: "Burger Queen". "Estamos satisfeitos que (Elizabeth II) nos tenha preferido ao Burger King" - disse um representante do McDonald's. A aquisição da rainha Elizabeth II nada mais é do que a materialização do ditado: quando não se pode com o inimigo, junte-se a ele.

Redação Sport Marketing