2 de jun. de 2008

Pelé cita Flamengo como exemplo negativo de marketing e profissionalismo

Durante a assinatura de uma parceria para o projeto Campus Pelé, em Santos, onde também será construído o Museu Pelé, o Atleta do Século citou o Flamengo como exemplo de clube mal administrado do ponto de vista de marketing e que poderia ser uma potência mundial se fosse melhor gerido. "A administração do futebol brasileiro tem de ser mais profissional. Alguns presidentes de clubes ficam chateados quando eu digo isso, mas é verdade. A gente vê que clube que é bem administrado, como o São Paulo, não enfrenta problemas. É uma pena ver o Flamengo passar pelo que está passando" - disse. Na opinião do Rei, que é um exemplo mundial de marketing esportivo, o o fato do time da Gávea perder muito dinheiro ao não aproveitar a marca e o enorme número de torcedores para faturar com venda de produtos licenciados, por exemplo, é uma prova de que o departamento de marketing do clube e o clube são mal administrados. "Se fosse profissionalmente organizado, só com os direitos de vendas de produtos, o Flamengo se manteria, assim como o Corinthians também se manteria" - escancarou. Pelé também defendeu a lei que leva o nome dele e afirmou que foi boa para os jogadores e seria também para os clubes, se os dirigentes tivessem se organizado melhor. "O grande problema é que os clubes não são bem administrados e não conseguem segurar jogadores" - alfinetou o Rei. Esse pronunciamento do Rei vem justamente após a rescisão de contrato entre a Nike e o Flamengo (ver matéria arquivo Sport Marketing - Nike e Flamengo vão para a justiça e Olympikus entra em campo).

Redação Sport Marketing