19 de jun de 2008

Mercado: PIB da China crescerá 9,8% em 2008

O Bird (Banco Mundial) prevê que a China, uma das maiores economias emergentes do planeta, terá crescimento de 9,8% no PIB (Produto Interno Bruto) em 2008, um ritmo inferior ao do ano passado (11,9%). De acordo com o relatório trimestral do Bird, a revisão para cima a respeito da previsão do trimestre anterior (9,6%) se deve ao forte crescimento registrado no setor de serviços do país asiático. A moderação do crescimento chinês se deve à crise global, embora a instituição assegure que o crescimento das exportações e importações do país asiático se manterá robusto. A alta dos preços das importações favorece a moderação do enorme excedente comercial chinês, motivo de conflito com as potências européias e americanas, que o responsabilizam por problemas em economias domésticas. O Banco ressalta que o superávit chinês continua sendo um "desafio político fundamental", e lembra que o excedente em conta corrente é o responsável pela maior parte do superávit exterior do país. Para isso, o Birb recomenda à China um pacote de medidas estruturais que reequilibre o modelo de crescimento chinês. O maior motivo de preocupação econômica este ano para o Executivo chinês, a inflação, que alcançou recordes superiores a 8% nos últimos meses, começará a ceder de forma gradual, assegura o Bird.

Redação Sport Marketing