20 de jun de 2008

Gafi abre ações contra lavagem de dinheiro no futebol

O futebol é o novo foco do Grupo de Ação Financeira (Gafi) que reuniu, em Londres, governos de 34 países, entre eles o Brasil, a fim de abrir investigações para identificar a lavagem de dinheiro no futebol e o uo do futebol por grupos criminosos. A investigação ocorrerá sobre os times e transferências de jogadores (principalmente entre a América do Sul e a Europa). Para tal, o Gafi pretende criar mecanismos de cooperação entre as polícias financeiras de cada país para facilitar a troca de informações. Segundo a agência Estado, para Sir James Sassoon, presidente do grupo, o dinheiro no futebol se transformou em uma ameaça à estabilidade do sistema financeiro se não for controlado, pois se transformou em um dos negócios mais lucrativos do mundo. A intenção inciial era abrir uma investigação apenas sobre os clubes europeus. Mas, diante de casos como a da parceria Corinthians/MSI, a decisão foi de ampliar a iniciativa também para o Brasil e os demais países sul-americanos. A preocupação na Europa agora é de que empresários usem transferências de jogadores para esconder enormes esquemas de lavagem de dinheiro. Outro foco de atenção é a injeção de milhões de dólares no futebol pelos russos. As investigações ainda vão tocar nas apostas que crescem a cada dia no futebol.

Redação Sport Marketing