25 de jun de 2008

China abusa do direito de sediar os Jogos Olímpicos

O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) investiga o discurso proferido pelo chefe do Partido Comunista do Tibet, Zhang Qingli, quando a Tocha Olímpica passou pela capital tibetana, e no qual foram desferidos ataques contra o Dalai Lama. Segundo informações, ele pediu o esmagamento com firmeza dos "complôs da camarilha de Dalai Lama e das forças estrangeiras hostis que buscam arruinar os Jogos Olímpicos de Beijing". O COI criticou as palavras de Zhang."Escrevemos ao BOCOG - Beijing Organizing Olympic Committee - Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Beijing para lembrar a necessidade de separar o esporte da política e pedir que atue para que estas situações não voltem a acontecer" - afirmou uma nota do COI. A China negou ter politizado. "Pelo que sei, a passagem da chama pelo Tibet aconteceu sem problemas" - declarou o porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Liu Jianchao."A China se opõe à politização dos Jogos Olímpicos. Ao fazer estes comentários, as autoridades (chinesas) não têm como objetivo politizar os Jogos Olímpicos, mas criar uma atmosfera estável e harmoniosa para a competição esportiva"- acrescentou.

Redação Sport Marketing