19 de jun de 2008

Armínio Fraga vai entrar no marketing esportivo

Armínio Fraga vai investir na área esportiva. Os planos envolvem gestão de estádios e ginásios, compra de participação em empresas de marketing esportivo e parcerias com clubes de futebol. Todos os projetos serão tocados em associação com a CIE Brasil, da qual a própria Gávea Investimentos detém 20% – os demais acionistas são o empresário Fernando Alterio e a mexicana Corporación Interamericana de Entretenimento. A empresa tem expertise na gestão de casas de espetáculo e instalações poliesportivas, que será o ponto de partida dos investimentos. A tabelinha Gávea/CIE mira nos estádios que serão erguidos para a Copa do Mundo de 2014. A dupla deverá firmar parcerias com construtoras. Em outro front, o dueto Gávea/CIE pretende fechar acordos de co-gestão de clubes de futebol. A tática desenhada por Gávea e CIE prevê a criação de sociedades de propósito específico, embaixo das quais ficariam a marca, direitos federativos de atletas e, em alguns casos, ativos imobiliários do clube, notadamente estádios. Esta nova empresa terá capital aberto em Bolsa e os clubes ficarão com uma participação minoritária. Os ganhos virão do pagamento de royalties pelo uso da marca, da receita com a utilização do estádio e da venda de jogadores. A atlética investida da Gávea e da CIE prevê também investimentos na organização de eventos esportivos de médio e grande portes – de torneios de tênis e de vôlei de praia a provas de automobilismo. Para isso, está em pauta a aquisição de uma empresa de marketing esportivo. O nome que mais desperta o interesse da dupla é o da Octagon Koch Tavares, uma associação entre o grupo norte-americano Octagon e a empresa criada originalmente pelos extenistas brasileiros Thomas Koch e Luiz Felipe Tavares.

Redação Sport Marketing