3 de mai. de 2008

Ronaldo perde primeiro contrato

O atacante Ronaldo Fenômeno perdeu o primeiro contrato após o escândalo envolvendo travestis no Rio de Janeiro (ver matéria no arquivo Sport Marketing: "Fase nada fenomenal de Ronaldo"). De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal "O Globo", a empresa TIM, de telefonia celular, teria rompido o compromisso publicitário que tinha firmado com o atacante do Milan. O colunista disse que a empresa fez uso de uma cláusula contratual, que prevê a ruptura em caso de envolvimento em algum episódio que possa causar uma imagem negativa à marca. De acordo com a publicação, o valor referente ao contrato deste ano giraria na casa dos US$ 4,8 milhões. Ronaldo já teria recebido US$ 1,8 milhão, ou seja, perderia US$ 3 milhões. Ronaldo está em Angra dos Reis, na casa da mãe, em depressão. A assessoria de imprensa do jogador desmentiu a notícia publicada na coluna do jornalista Ancelmo Góis. "Não há rescisão alguma. O Ronaldo teria que ser processado, julgado e condenado em primeira instância, para que qualquer contrato publicitário que ele tenha seja rescindido de forma unilateral - explicou Felipe Bruno, assessor do "Fenômeno". A assessoria do jogador informou ainda que a empresa de telefonia irá divulgar uma nota oficial nesta semana, esclarecendo o caso à imprensa. Segundo a assessoria de imprensa da TIM, a empresa está analisando o caso, porém não tomou nenhuma medida. Eleito por três vezes o melhor do mundo, ganhador de duas Copas e dono de um patrimônio de 250 milhões de dólares, o Fenômeno é o mais bem-sucedido jogador de futebol da atualidade. O sucesso dele remete ao de outro brasileiro: Pelé, o primeiro a ganhar fama mundial pelos feitos nos gramados.

Redação Sport Marketing