14 de mai. de 2008

Revezamento da Tocha com 1 minuto de silêncio

O terremoto que assolou a China tem reflexo no Revezamento da Tocha Olímpica. O trajeto será simplificado e diminuído. A Chama Sagrada de Olympia começará a preregrinação pela cidade de Ruijin com um minuto de silêncio em pesar pelas milhares de mortes " O Revezamento da Tocha será baseado no princípio de que a segurança vem primeiro. Vamos simplificar os procedimentos. Vamos focar na simplicidade" - declarou o porta-voz do BOCOG - Comitê Organizador dos Jogos de Beijing, Sun Wiede. Serão suprimidos os discursos e a pompa. Nos pontos de partida e de chegada da Tocha serão colocadas caixas de doação para ajudar as vítimas do terremoto, assim como em alguns pontos do percurso, para incentivar as pessoas a fazerem doações. O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) informou que estará realizando uma doação no valor de 1 milhão de dólares para as vítimas. Depois de chegar a Sichuan em 15 de junho, a Tocha está programada para ir a sete locais, incluindo a cidade de Mianyang. A China pediu ajuda ao Japão. O governo japonês irá doar inicialmente 4,8 milhões de dólares em dinheiro e mercadorias. A agência oficial de notícias Xinhua relatou que cerca de 18.645 pessoas estavam soterradas apenas sobre os destroços da cidade de Mianyang, vizinha ao Condado de Wenchuan, epicentro do terremoto. O chanceler japonês, Masahiko Komura, em Tóquio acrescentou que o Japão está pronto para ampliar o auxílio se houver uma requisição nesse sentido, afirmou a agência japonesa de notícias Kyodo. Ministérios do governo do Japão preparavam-se para entregar alimentos, água e cobertores, além de enviar equipes médicas, disse a Kyodo. Em 1995, em Kobe, o Japão sofreu um terremoto devastador responsável por matar mais de 6.400 pessoas e provocar danos avaliados em 100 bilhões de dólares. Os EUA, a Grã-Bretanha, a União Européia (UE), a Coréia do Sul e Taiwan também ofereceram ajuda à China depois do abalo sísmico, ocorrido três meses antes dos Jogos Olímpicos.

Redação Sport Marketing