6 de mai. de 2008

Nike, o pêlo no ovo do Urubu

A diretoria do Flamengo continua procurando pêlo em ovo com relação à Nike e deixando a relação com a marca americana de materiais esportivos cada vez pior. Se por um lado, a torcida do Flamengo adorou o lançamento antecipado da camisa comemorativa ao título carioca antes do último jogo da final, a alta cúpula do clube trinta vezes campeão carioca, não gostou da iniciativa da Nike e segue tentando usar esse fato como argumento para romper o contrato. A Nike, por outro lado, reafirmou apoio incondicional ao Flamengo e prometeu investigar os motivos que provocaram o lançamento da camisa comemorativa antes da decisão com o Botafogo. A assessoria de imprensa da marca divulgou nota dizendo que o erro foi um “caso isolado” em duas lojas, uma no Rio de Janeiro e a outra em São Paulo, mas que nada afeta a relação entre a empresa e o clube. A empresa ainda reafirmou o desejo de cumprir o contrato até o encerramento, em junho de 2009. O advogado do Flamengo, Michel Assef, que chegou a garantir que o clube romperia contrato com a multinacional esportiva por estar insatisfeita, disse que seria o caso até do time carioca pedir indenização pelos danos morais sofridos com o lançamento antecipado. “A Nike nos deixou numa situação muito delicada. Essa camisa antes do jogo foi uma descortesia com o Botafogo. Uma atitude arrogante, que não nos foi comunicada. Isso possibilita a rescisão. Vamos imediatamente comunicar a Nike que estamos rescindindo o contrato. Além disso, vamos exigir uma compensação por perdas e danos morais, porque a imagem do clube ficou arranhada”, disse Asseff à Rádio Bandeirantes.

Redação Sport Marketing