15 de mai. de 2008

Pelé dá ânimo a projeto do Jabaquara e terá Museu em Santos

Pelé esteve no estádio do Jabaquara para anunciar o projeto Campus Pelé. Financiado pelo Banco Fator, o Campus Pelé dará um novo visual ao local e para a Zona Noroeste de Santos. Serão três campos de futebol, centro médico, refeitório, dormitórios, academia e um auditório para jovens carentes. "Espero concretizar o meu sonho e ver na minha aposentadoria, com 120 anos, a molecadinha correndo aqui" - vislumbrou o Rei do Futebol. A previsão é que as obras tenham início ainda neste mês, com expectativa de conclusão para 90 dias. O projeto transferirá o Litoral Futebol Clube para a sede do Jabaquara, dando seqüência ao trabalho de revelação de atletas conduzido por Pelé. O Rei está empolgado com a iniciativa. "Agora definitivamente acertamos com os jogadores do Jabaquara e vamos poder fazer três campos de futebol. Isso dará possibilidade de criar muitos jogadores". O Museu Pelé, com cerca de 2 mil peças sobre a trajetória do Rei do Futebol, também já tem local definido. Será construído no Casarão do Valongo, no centro de Santos. João Paulo Tavares Papa, prefeito do município, conseguiu a aprovação das obras no local em reunião com o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Os valores dos objetos que integrarão o museu já estão sendo avaliados, para que seja feito um seguro. Em reportagem publicada pelo jornal A Tribuna, Pelé falou sobre aqueles que mais lhe marcam. "Existem itens que são de valor sentimental e não tem preço, como a caixa de engraxate ou a bola de pano guardada pela minha mãe", comentou. "Teremos também a assinatura do convênio com o Pelé para o início de captação de recursos para as obras" - disse.

Redação Sport Marketing