15 de mai. de 2008

Nike tem dificuldades com Corínthians e Flamengo

A Nike parece estar começando a colher o que plantou. Além de não etsar conseguindo renovar o contrato com o Flamengo, a fabricante americana de materias esportivos está também fora dos planos futuros do Corínthinas, outro time que sofreu graves problemas com relação à qualidade do atendimento e falhas na entrega dos uniformes fornecidos pela marca. O Timão, que também segue em crise com a Nike, que fornece o material esportivo por R$ 5 milhões anuais, anunciou um acordo para a abertura de 40 lojas oficiais do clube pela Grande São Paulo. Nestes planos, a Nike, cujo contrato tal qual o do Flamengo também vence em 2009, não está incluída. A negociação do Corinthians é com uma fábrica brasileira, a Poá Têxtil, com sede na zona norte de São Paulo. O valor que a diretoria corintiana negocia para receber, à vista, é de R$ 3 milhões - referentes à liberação para gerenciar as 40 lojas, em locais ainda indefinidos. De acordo com a negociação, o clube receberia ainda 15% (referente à utilização da marca) por venda efetuada nas filiais. Hoje, o Corinthians tem apenas uma loja oficial no Parque São Jorge da rede Roxos e Doentes que também pretende abrir mais uma loja em junho, no Shopping Metrô Itaquera. A Poá Têxtil é a mesma empresa que, junto com a Braziline, confeccionou as camisas da promoção "Nunca vou te abandonar", quando o time foi rebaixado para a Série B do Brasileiro, ano passado - outro projeto corintiano em que a Nike ficou de fora.

Redação Sport Marketing