15 de mai. de 2008

Lewis Hamilton de carteira cheia

Tudo indica que o piloto inglês Lewis Hamilton começou a temporada com o pé direito no acelerador das grandes quantias. Mal ficou confirmado o contrato de US$ 20 milhões para endossar a marca Reebok, o piloto da McLaren já está conversando sobre outro lucrativo contrato de patrocínio pessoal. O jornal britânico 'The Times' noticiou que as conversas de Hamilton com o PepsiCo, empresa americana de bebidas, pode significar que o jovem de 23 anos já tomou o lugar de David Beckham, que após transferência para o futebol norte-americano, lucra atualmente cerca de 20 milhões de euros, entre seu salário no Los Angeles Galaxy e contratos publicitários, como o esportista britânico mais bem pago. Lewis Hamilton soma cerca de 30 milhões de euro pagos pela McLaren e principais patrocinadores. No ano passado Hamilton assinou um novo contrato de cinco anos com a McLaren-Mercedes no valor de 110 milhões de euros. Ainda de acordo com o jornal, a Pepsi "pode render o mesmo que o contrato com a Reebok, ou substancialmente mais". Desse modo, após apenas cinco vitórias na categoria, Hamilton poderá ultrapassar o recorde absoluto de ganhos na Fórmula 1, estabelecido por Michael Schumacher, que em sua carreira (1991 e 2006) conseguiu acumular um patrimônio de mais de 650 milhões de euros.

Redação Sport Marketing