23 de mai. de 2008

Empresas pagam fortunas por ingressos no paralelo

Por um lado, os torcedores reclamam a falta de bilhetes, por outro, dezenas de empresas estão pagando fortunas por ingressos da EURO 2008 no mercado paralelo. Segundo revelou o jornal "Le Matin Bleu", ao portal swissinfo.ch, as empresas pagam por um ticket da final do dia 29 de junho em Viena no mercado negro cerca de 20 mil euros. As empresas compram os ingressos para oferecer aos principais clientes. O lote de dez ingressos para a final está sendo negociado por 200 mil francos suíços. Para o confronto França-Itália, em Berna, na primeira fase, o lote de dez bilhetes custa 60 mil francos. Esses bilhetes sao VIPs e estão incluídos nos preços uma noite de hotel e refeição. Haverá algum risco de perder dinheiro? A Euro 2008 SA, empresa que gere a EURO, afirmou que fará controles e impedirá o acesso aos estádios a todos os detentores de bilhetes que não foram vendidos pelos canais autorizados. Dois terços dos 1,05 milhão de ingressos da Eurocopa devem chegar às mãos dos torcedores, mas apenas 33% pela venda pública da UEFA. Confira a distribuição: 1% cidades-sede e operadoras dos estádios; 3% família futebolística da UEFA; 3% VIPs; 8% programa "corporate hospitality" (pacotes de luxo); 14% parceiros oficiais, patrocinadores nacionais e TV; 38% federações dos países participantes; 33% venda pública.

Redação Sport Marketing