6 de mai. de 2008

Bahia apresenta uniformes Lotto

O Bahia apresenta a nova coleção de uniformes Lotto. Os jogadores Marcone, Elias, Alison e Darci desfilarão com as camisas de jogo número 1 e 2, além de roupas para concentração, treino, goleiro e agasalhos. O Esquadrão terá também um terceiro uniforme, mas ainda não será lançado na cerimônia. A parceria com a italiana Lotto vigora desde 1º de abril e se estende até dezembro de 2011 _ abrange os nove meses que faltam do mandato do presidente Petrônio Barradas e vigora na gestão seguinte. Extra-oficialmente, R$1,2 milhão/ano: R$900 mil material e R$300 mil, dinheiro. A coleção engloba uniformes de treino, jogo, viagem e concentração, além de outros 30 itens de vestuário e
acessórios. As novidades são os detalhes na costura das camisas e a gola pólo. A pedido da torcida, o símbolo do clube retorna ao lado esquerdo do peito. Por enquanto, apenas uniformes 1 e 2, mas a empresa promete terceira camisa em breve, também como estratégia contra a pirataria. Produtos alternativos com preços mais acessíveis estão nos planos, mas sem comercialização imediata. As camisas custarão entre R$139 e R$159 nas casas de material esportivo. Em compensação, o diretor da Lotto promete produtos com qualidade idêntica ou superior à disponibilizadas para clubes como Fiorentina, Udinese, Palermo (Itália), Pumas (México), ou San Lorenzo (Argentina), todos apoiados pela empresa. Oito empresas manifestaram interesse no fornecimento de material esportivo em substituição à Diadora, mas a Lotto apresentou as melhores condições, segundo o diretor de marketing do clube, Marco Costa. Vantagens financeiras não divulgadas, mais ações promocionais, de marketing, realização de eventos, além da parceria na montagem da loja física do Bahia. “Temos interesse que a loja esteja pronta o mais rápido possível” - garantiu João Augusto Simone, diretor de operações da empresa no Brasil. A grife opera os estabelecimentos de Atlético-MG, Coritiba, Goiás e Sport, outros parceiros no país. O Bahia conseguiu ponto comercial no Aeroclube, mas o embargo do empreendimento e a visibilidade requerida apressam a procura por outro espaço. Os planos ainda incluem quiosques do clube em Salvador e no interior.

Redação Sport Marketing