25 de mai. de 2008

Agronegócio de olho em marketing esportivo

Visando criar estratégias de comunicação e marketing à altura da importância do setor, o presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMR&A), Maurício Sampaio, pretende incluir o futebol nas próximas pesquisas sobre hábitos de produtores rurais em relação à mídia. Segundo Maurício Sampaio, um dos fatores que estimulariam o uso do futebol como ferramenta de marketing é o público. Outro é o fato de se tratar de dois setores que movimentam muito dinheiro. "O futebol pode dar boa visibilidade a um setor que tem um enorme potencial não só de marcas, mas de empresas que podem se unir para divulgar produtos. Pode até contribuir para a redução de restrições a produtos brasileiros" – considerou. Recentemente o Grupo CNH (Case/New Holland) apostou no potencial dessa parceria. No Brasil a marca estampa a camisa do Palmeiras. Na Itália, a New Holland marcou presença nas camisas da Juventus (Turim). A meta da ABMR&A é ampliar o espaço das empresas do agronegócio e o presidente considera o futebol pelas diversas possibilidades de exposição da marca, não se restringindo ao uniforme como placas de publicidade nos locais de jogo, ações em camarotes, endosso associando a imagem dos melhores atletas aos produtos em eventos de lançamento etc. Além do futebol, outras categorias como automobilismo, Stock Car e Fórmula Truck (corrida de caminhões) podem contribuir para bons resultados por serem campeonatos que rodam o Brasil.

Redação Sport Marketing