17 de abr. de 2008

A volta dos que não foram

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) extinguiu o processo na esfera esportiva que condenara, no final do ano passado, a três anos de suspensão o ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, e o ex-vice-presidente do clube, Nesi Cury. Os auditores do Pleno do STJD concluíram que houve um erro técnico na condução do processo. "Houve demora entre o dia do conhecimento dos fatos e a oferta de denúncia pela justiça esportiva. O processo morre por prescrição" - disse o presidente em exercício do STJD, Virgilio Val. Dualib e Cury foram punidos em primeira instância pela justiça esportiva por terem, de acordo com os auditores da 1ª Comissão Disciplinar do STJD, se beneficiado da parceria entre Corinthians e MSI. Agora, Dualib e Cury estão livres para voltar a ter atividades formais na área esportiva. O atual presidente do clube, Andrés Sanchez, também havia sido julgado pelo STJD, no final do ano passado, mas foi absolvido, já que a defesa havia desqualificado a acusação por dizer que Sanchez não tinha poder de decisão na antiga administração.

Redação Sport Marketing