4 de abr. de 2008

Repórteres sem fronteira pedem à UE boicote

A organização internacional Repórteres sem Fronteiras (RSF) declarou que a condenação do dissidente chinês Hu Jia a três anos e meio de prisão é uma "provocação" da China a quatro meses dos Jogos Olímpicos e Beijing e fez um apelo à União Européia para que interrompa o diálogo sobre direitos humanos com autoridades chinesas e boicote a cerimônia de abertura dos jogos."Como pode a União Européia, que pediu publicamente a libertação de Hu Jia, aceitar mais uma vez ser humilhada pelas autoridades chinesas? Em sinal de protesto, nós pedimos aos governos europeus que interrompam imediatamente o diálogo construtivo sobre direitos humanos estabelecido com a China há vários anos. E nós repetimos nosso apelo aos chefes de Estado e de governo para que boicotem a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos", escreveu a RSF no portal. Hu Jia, de 34 anos, foi um dos primeiros chineses a organizar estruturas de assistência a doentes da Aids e suas famílias e foi preso em dezembro passado, após quase um ano de prisão domiciliar. A mulher dele, Zeng Jinyan, de 24 anos, também ativista, e a filha de quatro meses permanecem em prisão domiciliar, sendo vigiadas pela polícia.

Redação Sport Marketing