8 de abr. de 2008

Pesquisa aponta EUA contra os Jogos na China

Segundo uma pesquisa realizada pelo instituto Zogby International, nos Estados Unidos, cerca de 70% dos norte-americanos acreditam que foi uma decisão errada escolher a China como sede dos Jogos Olímpicos de 2008. No entanto, também 70% acreditam que um boicote aos Jogos não afetaria a política de direitos humanos do país. A enquete entrevistou 7.121 pessoas, concluiu que 48% acham que os dirigentes dos Estados Unidos deveriam boicotar a cerimônia de abertura dos Jogos. Para 31%, o boicote deveria ser efetuado pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC), mas 23% defendem que o presidente Bush também boicote a cerimônia. Hillary Clinton, a pré-candidata democrata à presidência, pediu novamente que Bush não vá à cerimônia, "à luz dos recentes acontecimentos e diante da falta de mudanças por parte do governo chinês", segundo disse a ex-primeira-dama. A Casa Branca não descartou a possibilidade de o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, não comparecer à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, prevista para o dia 8 de agosto. A porta-voz do governo, Dana Perino, havia garantido anteriormente a presença de Bush na cerimônia, apesar das críticas contrárias à política de direitos humanos na China. Respondendo a perguntas da imprensa, Perino disse que o presidente mudou de idéia e não irá à abertura, mas que ela não é irreversível e ainda "não há um plano de viagem presidencial". Mas, ressaltou, "o presidente sempre pode mudar de idéia".

Redação Sport Marketing