15 de abr. de 2008

Mercado: Oi entra no mercado de TV a cabo

A empresa de telefonia fixa Oi (antiga Telemar) entrou no mercado de TV a cabo ao lançar a venda desse serviço nas cidades mineiras de Belo Horizonte, Poços de Caldas, Uberlândia e Barbacena. A exploração do serviços nessas quatro localidades pertencia à companhia Way TV, de propriedade de um consórcio do qual participavam a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a empresa jornalística Diários Associados e que foi adquirida em junho de 2006 por R$132 milhões. Seguiu-se um período em que a transação ficou em análise pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), tendo sido autorizada mais recentemente. Segundo o diretor de novos negócios da Oi, José Luís Volpini, a empresa pretende atuar em todo o País mas para isso depende de aprovação de uma lei, em tramitação no Congresso, que autoriza as operadoras de telefonia a distribuir a programação de TV a cabo. "Nós acreditamos que a lei será aprovada ainda este ano" - declarou. O dirigente anunciou investimentos de R$ 4 bilhões neste ano, contemplando essa e outras atividades. Experiência de quadruplay A Oi lançou o serviço de TV por assinatura num pacote que inclui serviços de telefonia fixa, móvel e internet (quadruplay), por preços promocionais a partir de R$ 40,00 mensais. O dirigente informou ainda que a empresa pretende atender principalmente às camadas de menor renda da população, que são amplamente servidas pela rede de telefonia fixa Oi. Segundo afirmou, trata-se da maior empresa de telecomunicações do Brasil em volume de telefones instalados e faturamento, além de oferecer transmissão de voz local e de longa distância, telefonia móvel, comunicação de dados e acesso à web em alta velocidade. A Oi também informou que a TV a cabo disponibilizará os mais importantes canais de TV por assinatura como SporTV, GNT, HBO, Cartoon Network e Sony, entre outros. No entanto, as transmissões de futebol, sobretudo o campeonato brasileiro de futebol, não se encontram disponíveis. A iniciativa leva a Oi a equiparar-se as concorrentes Telefônica/TVA e Embratel/Net/Claro, que também estão oferecendo os serviços de TV por assinatura acoplados ao pacote de telefonia fixa/acesso à internet.

Redação Sport Marketing