9 de abr. de 2008

Coca-Cola dá uma big mancada

Conforme noticiou o Sport Marketing (ver arquivo de notícias), o jogador argentino Diego Maradona retorna das cinzas para mais uma campanha publicitária no Brasil. Como se já não tivesse bastado ver Maradona, na Copa de 2006, sonhando ser um dos craques da seleção brasileira e tomando um Guaraná Antarctica, refrigerante que é um dos maiores concorrentes da Coca-Cola no mercado brasileiro, agora o ex-jogador vira a casaca para figurar na campanha da filial brasileira da empresa norte-americana de refrigerantes. A pouca criativa e fora de época campanha da Coca-Cola, terá anúncios em televisão, rádio, mídia impressa e internet, tenta reavivar a velha rixa entre Brasil e Argentina e reacender a velha polêmica sobre quem foi o melhor de todos os tempos! O pior é que as duas opções para uma "votação" promovida pela empresa são o ex-meia argentino Diego Maradona e o ex-volante Biro-Biro, ex-vereador de São Paulo! " Nós achamos uma maneira diferente de olhar para essa discussão sobre quem foi o maior da história" - tenta explicar a péssima e já derrotada campanha, Ricardo Fort, diretor de marketing da Coca-Cola Brasil. A explicação ainda piora quando o diretor de marketing fala: "Este é um ano importante para a marca, uma vez que somos patrocinadores oficiais dos Jogos Olímpicos de Beijing, que começam em agosto". Se Ricardo tivesse o mínimo de conhecimento em markeitng esportivo e olímpico, ele saberia que o futebol, por ter um campeonato mundial específico, a Copa do Mundo, não é prioridade da nossa seleção brasileira e não é estrela entre as várias outras modalidades que compõem o calendário olímpico. O executivo contou que está previsto um investimento de R$ 1,5 bilhão no Brasil (esperamos que não sejam focados nessa campanha) para este ano - em 2007 o montante foi de R$ 1,3 bilhão. "A verba de marketing segue esse crescimento. Em 2008 teremos uma verba maior do que no ano passado", informou o executivo, sem revelar o total disponível para a estratégia de marketing daa empresa no país. O aspecto mais interativo da campanha Maradona x Biro Biro será o estímulo à participação numa eleição fictícia. Nos bares que vendem Coca-Cola, o consumidor poderá votar no jogador de preferência, depositando tampinhas da garrafa de refrigerante em urnas com o nome de Biro Biro ou de Maradona. Na televisão, cinco filmes publicitários apresentarão os jogadores de forma épica e grandiosa e convidarão o espectador a participar da votação nos botecos. Na internet, por sua vez, o usuário poderá participar de um confronto entre bonecos virtuais que representam cada jogador.

Redação Sport Marketing