9 de mar. de 2008

Tv - eterna parceira do esporte

As receitas provenientes dos direitos televisivos, são cada vez mais, o principal suporte financeiro da maior parte dos eventos esportivos. À essa regra incluem-se os times de futebol da Europa. Os recentes contratos individuais de direitos televisivos assinados pelos clubes, registam de uma forma geral, aumentos entre os 10% e os 110%, enquanto nas Ligas que negociam os direitos TV conjuntamente, os aumentos estão entre os 2% e os 20%. A Premier League continua a ser a Liga que distribui maiores receitas entre os clubes, devido à negociação conjunta dos contratos de TV, no entanto, individualmente, os grandes clubes espanhóis e italianos, conseguiram através da negociação individual dos seus direitos obter receitas anuais superiores aos grandes ingleses. A negociação coletiva de direitos televisivos têm aumentado lentamente, proporcionando uma distribuição de receitas mais racional e equilibrada aos clubes. Entre as Ligas, seguem alguns exemplos: A Premier League tem com a Sky/Setanta um contrato de 3 anos valorado em 1.335.000.000 €. Em segundo lugar aparece a 1.Bundesliga, da Sirius, contrato de 6 anos a começar em 2009 por 500.000.000 €. A terceira colocação é da Ligue 1 - Canal Plus/Orange, que pagou por 4 anos, 668.000.000 €. Entre os direitos de tv dos clubes: o Manchester United (Premier League) por 1 ano, temporada 2006/07, recebeu 47.600.000 €. O Chelsea FC (Premier League) pelo mesmo período recebeu 45.900.000 € e o Arsenal FC 42.900.000 €. O Liverpool FC (Premier League) recebeu 42.200.000 €.

Redação Sport Marketing