1 de mar. de 2008

Segundo Tempo - segundo a VEJA

Nos últimos cinco anos, 439 milhões de reais foram investidos no Programa Segundo Tempo do Ministério do Esporte – um projeto que tem como meta fazer a inclusão social tendo o esporte como ferramenta principal. Oficialmente, o programa atende 1 milhão de pessoas em todos os estados. Para implementar as ações e garantir a execução do projeto, o ministério selecionou 200 entidades filantrópicas sem fins lucrativos, as conhecidas organizações não-governamentais (ONGs). Pois bem, a Revista VEJA, que teve acesso ao resultado de uma investigação realizada pela polícia de Brasília e encaminhada à CPI das ONGs, no Senado, destaca a atuação de algumas entidades que receberam milhões para executar o Segundo Tempo. A matéria da VEJA fala em núcleos de treinamento fantasmas, crianças fantasmas, desvio de verbas, fraudes enfim...Vamos esperar prá ver no que isso vai dar. A pergunta que fica o ar é: será mesmo que corrupção é uma característica genética do povo brasileiro? Será que só resta aos não corruptos desse país pular que nem sapinho dizendo: "eu tô doido, eu tô doido, eu tô doido..."!

Redação Sport Marketing