12 de mar. de 2008

Programa Só dá Vasco abre discussões sobre patrocínios

Segundo informações do programa Só dá Vasco, o Cruzmaltino recebe por mês R$ 12,5 mil da Coca-Cola e R$ 430 mil da MRV. O presidente do grupo de oposição, Movimento Unido Vascaíno (MUV), José Henrique Coelho, afirmou que o dinheiro da empresa de refrigerantes está comprometido. "Foi descoberto que o contrato do clube com eles está firmado em R$ 150 mil por ano, ou seja, o Vasco recebe R$ 12,5 mil por mês. Mas nem vai receber esse valor, pois esse dinheiro foi bloqueado para pagar uma indenização de uma ação que envolve o terreno de Duque de Caxias para construção de um Centro de Treinamento", disse José Henrique Coelho, emendando a situação da atual empresa que fornece o material esportivo para o clube. "Na parte de números ainda, justamente naquele trabalho que fazemos de buscar os processos, o contrato da Umbro que o Vasco depois rescindiu para pegar a Reebok está na faixa de R$ 125 mil por mês", completou o presidente do MUV. Além disso, segundo o programa de rádio, o clube de São Januário recebe mensalmente o valor de R$ 480 mil da MRV, empresa de construção, pela cota de patrocínio. Porém, com os descontos provenientes do Imposto de Renda, o valor cai para R$ 430 mil. Quanto oficialmente o clube recebe, a diretoria do Vasco e o patrocinador ainda não divulgam. Ainda de acordo a rádio, o presidente Eurico Miranda já pediu a antecipação de duas cotas a que o Cruzmaltino tem direito da verba proveniente da venda de lanches pela rede de lanchonetes Habib's, em São Januário.

Redação Sport Marketing