28 de mar. de 2008

Morre Jean-Marie Balestre

Jean-Marie Balestre, antigo jornalista e depois presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), morreu aos 86 anos, noticiou hoje a agência de notícias francesa France Press. A família de Balestre não comunicou nem revelou detalhes sobre a causa morte. "É uma grande perda para o esporte a motor. Ele sempre defendeu as instituições que dirigiu" - declarou o presidente da Federação Francesa, Nicolas Deschaux. Balestre, que faria 87 anos a 09 de abril, foi presidente da FFSA, antes de tomar os comandos da Federação Internacional (FISA - 1979 a 1991) e da gerir a Federação Internacional do Automóvel (FIA - 1986 a 1993). Um dos episódios que marcam a carreira de Balestre (na foto ao lado de Neson Piquet) foi a punição imposta a Ayrton Senna, no Grande Prêmio do Japão em 1989, quando o brasileiro se envolveu numa colisão com Alain Prost, então companheiro de equipa na McLaren, e perdeu o título mundial para o francês. O brasileiro tricampeão do mundo, que morreu em 01 de maio de 1994 ao sofrer um acidente no circuito italiano de Imola, no Grande Prêmio de São Marino, foi pressionado pela FIA para retirar as críticas ao organismo e Balestre terá exigido uma carta de desculpas para que Senna pudesse disputar a temporada seguinte. Em 1996, já depois de ser substituído pelo britânico Max Mosley no cargo de presidente da FIA, Balestre admitiu, numa entrevista ao jornal francês L`Équipe, que prejudicou Ayrton Senna naquela situação, muito contestada pelo brasileiro, que acusou o dirigente de ter favorecido o compatriota.

Redação Sport Marketing