14 de mar. de 2008

COB ganha Maria Lenk

O COB - Comitê Olímpico Brasileiro - ganhou da Prefeitura do Rio de Janeiro a concessão para utilização do Parque Aquático Maria Lenk durante 20 anos. A decisão encerra o impasse iniciado com a desistência da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) em transformar o local em sua sede nacional. O acordo de cessão prevê a reserva de vagas nas escolinhas a serem instaladas no parque para alunos da rede pública municipal. O COB não precisará pagar nenhuma taxa ou mensalidade ao município, tendo apenas que arcar com os altos custos de manutenção do Maria Lenk: R$ 360 mil mensais. O ex-nadador Ricardo Prado foi eleito diretor esportivo da instalação. A assinatura do termo de cessão pela Prefeitura do Rio de Janeiro foi realizada no Palácio da Cidade e o Comitê ficará responsável pela administração e manutenção do Parque. O COB contratará uma empresa que elaborará um modelo de gestão que possa ser replicado em outros projetos em prol do desenvolvimento olímpico do Brasil. “Foi uma grande alegria para a Prefeitura poder ceder o Parque Aquático Maria Lenk para o COB, afinal este foi um investimento feito para o esporte. Ninguém melhor do que o COB para essa função. Demos um grande passo para transformar a área do autódromo no Parque Olímpico do Rio”, disse o prefeito Cesar Maia. O COB mantém negociação com a Prefeitura para assumir também a gestão do Velódromo do Rio. O Parque, o Velódromo e a Arena Multiuso fazem parte do Parque Olímpico, que será construído na região do Autódromo e integra o projeto de candidatura do Rio à sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Redação Sport Marketing