27 de fev. de 2008

Figer aposta no aquecimento de mercado

Em matéria publiada na Gazeta Mercantil, a divisão de marketing esportivo da agência Figer, tradicional no segmento de gestão de carreira de jogadores, aposta que as duas próximas Copas do Mundo, África do Sul (2010) e Brasil (2014) vão esquentar o mercado e poderão aumentar o faturamento da divisão de marketing esportivo da empresa para cerca R$ 13 milhões. Em 2007, a Figer atingiu R$ 2,8 milhões. Há seis meses em operação, a Figer pertence ao uruguaio Juan Figer, 73, 37 deles só de futebol, agente credenciado Fifa número 1. Figer já realizou mais de mil transações de jogadores, entre eles Robinho (Real Madrid) e Breno (Bayern de Munique). A agência tem escritórios em Madrid e Tóquio. Criado com investimento de R$ 700 mil e composto por 25 funcionários, o braço de marketing esportivo da Figer possui quatro contas fixas: Sony, Unimed-RJ, Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo e a rede de academias Pelé Club - o Rei do Futebol, aliás, mantém sala no escritório da Figer, em São Paulo. A meta, informa Cimerman, é contar com 10 clientes até o final do ano. Além dos dois próximos mundiais, também devem movimentar o mercado da bola nos próximos anos: comemoração dos 50 anos da conquista da Copa de 58 (junho e julho); escolhas das sedes da Copa no Brasil (julho); eliminatórias para a Copa (até 2009); e Copa das Confederações no Brasil (2013).

Redação Sport Marketing